CIRCULANDO – INDÚSTRIA E ECONOMIA CIRCULAR

A Economia Circular pode ser entendida como um modelo facilitador para o melhor uso dos recursos naturais com vistas ao desenvolvimento econômico. Ela impulsiona a fabricação otimizada de produtos, priorizando insumos recicláveis e renováveis, gera oportunidades de negócios e uma menor dependência de matéria-prima virgem, além de desenvolver novos mercados. O evento Circulando: a relação Indústria e Economia Circular, realizado pelo Conselho de Meio Ambiente da FIERGS (Codema), em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi – IEL/RS, traz o debate sobre o conceito, a prática nas indústrias e as perspectivas do setor.
O evento será realizado no dia 7 de outubro de 2021, das 10h às 12h, durante a Mercopar, com transmissão ao vivo.
 
Circulando: A relação Indústria e Economia Circular
 
  •  A visão da Indústria sobre a Economia Circular
  •  Economia Circular na Prática – Cases 
  •  Promovendo a Economia Circular: Colaboração e sinergia entre os atores
O evento pretende difundir os princípios de circularidade e o desenvolvimento de novos mercados e cadeias produtivas para a indústria do futuro, bem como possibilitar o debate acerca das oportunidades e desafios para a implementação da Economia Circular. O público-alvo deste evento são empresários, técnicos das indústrias, consultores, universidades e demais participantes da Mercopar.
 
Economia Circular
 
Segundo estudos, o modelo econômico linear, que compreende a extração da matéria-prima, transformação, uso e descarte, tem um limite – e ele está sendo atingido. Como contraponto a este modelo linear, surge o conceito de Economia Circular. Sua implementação busca a redução de custos e de perdas na produção e o desenvolvimento de novos elos na cadeia produtiva, como, por exemplo, o fomento do mercado de troca de resíduos, que passa a ser uma nova fonte de geração de receita.
O entendimento acerca da amplitude da Economia Circular ainda não é pleno. Muitas dúvidas permeiam o tema. A indústria já vem colocando alguns princípios em prática, mas ainda não há uma ampla divulgação e difusão das ações, um ponto que precisa ser reparado e incentivado. Uma pesquisa feita pela CNI em 2019 apontou que 76,5% das indústrias desenvolvem alguma iniciativa de Economia Circular, mesmo desconhecendo que as ações pertencem ao conceito. Entre as ações levantadas na pesquisa, encontram-se a otimização de processos (56,5%), o uso de insumos circulares (37,1%) e a recuperação de recursos (24,1%).
Foi possível notar, também, que mais de 88% dos entrevistados avaliaram a Economia Circular como importante ou muito importante para a indústria brasileira, revelando a pertinência em pautar o assunto.
 
O momento de falarmos sobre Economia Circular chegou!
 
Serviço:
Quando: 7 de outubro de 2021
Horário: das 10h às 12h
Onde: 30ª Mercopar – com transmissão on-line ao vivo