Caxias do Sul/RS – As rodadas de negócios realizadas nos dois primeiros dias da Mercopar, maior feira de subcontratação e inovação industrial da América Latina, resultaram em números expressivos. As 265 empresas vendedoras e 57 compradoras, dos mais variados segmentos promoveram mais de 1.700 reuniões de negócios. “Esta grande procura por parte das empresas vendedoras e compradoras foi uma grata surpresa, diante do cenário econômico atual. Foi preciso ampliar o espaço para atender o número de inscritos. As empresas estão necessitando comprar melhor”, avaliou o coordenador das rodadas de negócios do SEBRAE/RS, Jakson da Luz. O valor dos negócios encaminhados será divulgado nesta sexta-feira, 3 de outubro.

Nos encontros, que aproximam pequenos e médios fornecedores de grandes compradores, as 265 empresas apontaram para quais empresas gostariam de vender. Em seguida, os potenciais compradores escolheram aqueles fornecedores com os quais queriam conversar. Cada reunião durava 20 minutos.
 
BONS RESULTADOS – Esta é a décima vez que a Metalúrgica Jama, de Santa Rosa, prospecta clientes na Mercopar. “As rodadas funcionam como um abridor de portas. É uma ótima forma de desenvolver negócios, pois aqui fazemos um primeiro contato, apresentando a empresa, conhecendo as necessidades e o nível tecnológico”, conta o diretor Moacir Maronez, que pretende aumentar sua carteira de clientes. “Nos inscrevemos para falar com empresas que ainda não nos conhecem”, acrescenta.

O analista comercial da Calmaq Caldeiraria e Montagens, Rafael da Silva Osório, de Sapucaia do Sul, afirma que vale à pena participar das rodadas de negócios. “Este contato nos proporciona novos clientes. Já participamos de quatro edições e conseguimos fechar vários negócios. E desenvolvemos também fornecedores, conversando com as pessoas que esperam pelas rodadas”, diz Osório. Segundo ele, o fato de ter empresas de porte e pessoas acessíveis é um atrativo. “Eu não conseguiria contato com essas empresas se tivesse que ligar para uma telefonista e tentar marcar uma visita na empresa”.

A Mercopar – Feira de Subcontratação e Inovação Industrial, segue até esta sexta-feira, 3 de outubro, reunindo mais de 500 empresas nas áreas de automação industrial, borracha, eletroeletrônico, energia e meio ambiente, metalmecânico, movimentação e armazenagem de materiais, plástico e serviços industriais. Estão em Caxias do Sul empresas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais, bem como da Alemanha, Argentina, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Índia, Portugal e Turquia. A realização é do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (SEBRAE/RS) e da Hannover Fairs Sulamerica, empresa do Grupo Deutsche Messe AG.

Em 2015, a Mercopar ocorrerá entre os dias 6 e 9 de outubro, no Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul.   Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo site www.mercopar.mobidickhost.com.br.

RodadaB

  Fotos: João Alves/Divulgação

De Zotti – Assessoria de Imprensa

The business rounds held during the first two days of Mercopar, the top subcontracting and industrial innovation trade fair in Latin America, resulted in significant numbers. The 265 selling companies and 57 buyers in varied market segments engendered over 1700 business meetings. “This major demand from selling and buying companies was a welcome surprise, in light of the current economic scenario. We needed to expand the space to make room for the many companies that signed up. Companies need to buy better,” mused Jakson da Luz, Coordinator of the business rounds for SEBRAE/RS. The value of business deals set into motion will be published on Friday, October 3;

At the meetings, which brought together small and mid-sized suppliers and major buyers, the 265 suppliers indicated which companies they would like to sell to. Then the potential buyers chose which suppliers they wanted to engage in conversation with. Each meeting lasted 20 minutes.

Good results – This is the tenth time that Metalúrgica Jama from Santa Rosa has prospected customers at Mercopar. “The rounds work as a door opener. It is a great way to develop deals, because we make our first contact here, introducing the company, finding out what the needs and technological level are,” says executive Moacir Maronez, who intends to increase the company’s client portfolio. “We signed up in order to talk to companies that don’t know us yet,” he adds.

Rafael da Silva Osório, business analysis for Calmaq Caldiraria e Montagens from Sapucaia do Sul, affirms that attending the business rounds is worthwhile. “This contacts brings us new customers. We have attended four times and managed to close several deals. And we have also developed relations with suppliers, talking to people waiting for the rounds,” says Osório. According to him, the accessibility to people and major companies is appealing. “I wouldn’t have an opportunity for contact with these companies if I were to call a receptionist and try to schedule a visit.”

Mercopar – Subcontracting and Industrial Innovation Trade Fair, continues until Friday, October 3, with over 500 companies working in industrial automation, rubber, electro-electronics, energy and environment, metal mechanics, material movement and storage, plastic and industrial services. Companies from the Brazilian States Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo and Minas Gerais will be in Caxias do Sul, along with others from Germany, Argentina, China, South Korea, the United States, India, Portugal and Turkey. Mercopar is organized by the Micro and Small Business Support Service in Rio Grande do Sul (SEBRAE/RS – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul), and by Hannover Fairs Sulamerica, which is a member of the Deutsche Messe AG Group.

 De Zotti – Press Advisory

Las rondas de negocios realizadas en los dos primeros días de Mercopar —la mayor feria de subcontratación e innovación industrial de América Latina— dieron como resultado números significativos. Las 265 empresas vendedoras y las 57 compradoras, de los más variados segmentos, promovieron más de 1700 reuniones de negocios. “Esta gran demanda por parte de las empresas vendedoras y compradoras ha sido una agradable sorpresa ante el escenario económico actual. Fue necesario ampliar el espacio para atender el número de inscritos. Las empresas tienen necesidad de hacer mejores compras”, evaluó el coordinador de las rondas de negocios del SEBRAE/RS, Jakson da Luz. El valor de los negocios emprendidos se publicará este viernes 3 de octubre;

En los encuentros, que aproximan a pequeños y medianos proveedores de grandes compradores, las 265 empresas señalaron a cuáles empresas les gustarían vender. A continuación, los potenciales compradores eligieron a los proveedores con quienes deseaban conversar. Cada reunión duraba veinte minutos.

Buenos resultados – Esta es la décima vez que la Metalúrgica Jama, de Santa Rosa, hace prospecciones de clientes en Mercopar. “Las rondas funcionan como un abridor de puertas. Es una forma óptima de desarrollar negocios, pues aquí realizamos un primer contacto en el que presentamos la empresa, y conocemos las necesidades y el nivel tecnológico”, cuenta el director Moacir Maronez, que pretende aumentar su cartera de clientes. “Nos inscribimos para hablar con empresas que aún no nos conocen”, añade.

El analista comercial de Calmaq Caldeiraria e Montagens, Rafael da Silva Osório, de Sapucaia do Sul, afirma que vale la pena participar en las rondas de negocios. “Este contacto nos brinda nuevos clientes. Ya participamos en cuatro ediciones y conseguimos cerrar varios negocios. Además, desarrollamos proveedores conversando con la gente que espera las rondas”, declara Osório. Según él, el hecho de tener empresas de tamaño y personas accesibles es un atractivo. “Yo no lograría contactos con esas empresas si tuviera que hablar con una telefonista e intentara organizar una visita”.

Mercopar —la Feria de Subcontratación e Innovación Industrial— continúa hasta este viernes 3 de octubre; reúne a más de quinientas empresas en las áreas de automatización industrial, gomas, electro-electrónica, energía y medio ambiente, metalmecánica, movimiento y almacenamiento de materiales, plásticos y servicios industriales. Dichas empresas están en Caxias do Sul empresas de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, San Pablo y Minas Gerais así como en Alemania, la Argentina, la China, Corea del Sur, los Estados Unidos, India, Portugal y Turquía. La realización corre por cuenta del Servicio de Apoyo a las Micro y Pequeñas Empresas de Río Grande do Sul (SEBRAE/RS) y de Hannover Fairs Sudamérica, empresa del Grupo Deutsche Messe AG.

 De Zotti – Asesoría de Prensa

Veja também

15 Startups gaúchas para ficar de olho em 2020

LEIA MAIS

Um olhar sobre inovação em economia digital nos EUA

LEIA MAIS

Tendências do setor metalmecânico para as pequenas indústrias 2019/2020

LEIA MAIS

Energia eólica já produz o equivalente a uma Itaipu no Brasil

LEIA MAIS

Notícias

Mercopar registra R$ 65 milhões em negociações realizadas pelos expositores e nas rodadas de negócio

Mercopar registra R$ 65 milhões em negociações realizadas pelos expositores e nas rodadas de negócio

Resultado foi 21% superior ao de 2018, o que demonstra a reação do setor industrial ...

LEIA MAIS
Sicredi Pioneira RS comemora sucesso na Mercopar

Sicredi Pioneira RS comemora sucesso na Mercopar

Palestras e interação com o público marcaram participação da cooperativa de crédi...

LEIA MAIS
Pix Force e Prakaranga são as grandes vencedoras do Sebrae Like a Boss

Pix Force e Prakaranga são as grandes vencedoras do Sebrae Like a Boss

Desafio levou 18 startups ao palco do Salão da Inovação na Mercopar Foi em cl...

LEIA MAIS
Movimento intenso e satisfação nos corredores da Mercopar

Movimento intenso e satisfação nos corredores da Mercopar

Os corredores lotados no último dia da Mercopar comprovam o sucesso da edição 20...

LEIA MAIS
Ver todas as notícias
Realização

Realização